PÁGINA DE CONTEÚDO

As religiões e os sábios

A necessidade do pensamento crítico isento de dogmas religiosos.

Sobre este Conteúdo...

O Círculo do Saber

As religiões e os sábios!

A questão central é a diferença entre crenças e fé. São coisas distintas, e sempre devem permitir espaço suficiente para que o pensamento crítico possa florescer. Só assim foi possível a evolução do conhecimento racional e genuíno dos sábios.

Afinal, as grandes origens das crenças do espírito/alma e da reencarnação, da culpa originária dentre outras formasde justificação religiosa, que é essencial ao exercício de um proposito maior da alma - a espirituaidade natural - já estavam presentes na Grécia Antigas, mas com uma diferença essencial.

E qual era esta diferença essencial, que permitiu o florescimento do conhecimento racional? A falta de revelações sobrenaturais, de sacerdotes com poder sobrehumano e dogmas que limitassem e enrijecessem o exercício do pensamento livre. Isso fez toda a diferença.

Séculos depois, ou mesmo milênios, muitos dos sábios estiveram inseridos dentro de religiões - mas sempre com isenção sobre os dogmas, alguns até mesmo pagaram com a própria vida por suas ideias, outros fizeram malabarismos para poderem se expressar de forma permitida. O ser humano, livre em sua essência, só consegue se manifestar quando liberto das amarras da mente, do pensamento e do espírito - eis o que podemos aprender pela observação dos grandes sábios... e muito mais. Aproveite!

Descubra um pouco mais a assistir à aula e a fazer suas perguntas.

Até breve!

Leandro Ortolan | MenteNova

Downloads

Tarefas, Ações...

Deixe aqui suas Avaliações, Sugestões, Elogios ou Críticas sobre este Conteúdo...